Info+News+Tech

Conseguir um emprego ou estágio no Brasil já foi muito, mas muito mais difícil do que é hoje. Não que seja uma tarefa fácil, mas o cenário econômico do país atualmente permite que milhões de brasileiros tenham a oportunidade de encontrar um estágio ou trocar de emprego, por exemplo.

Diante da situação atual do país, com o aumento na oferta dos postos de trabalho algumas dúvidas podem surgir. Entre elas, a dúvida do que seria melhor: um emprego ou um estágio? Para responder esta questão, será preciso fazer algumas observações. Para um profissional com alguns anos de mercado, um estágio pode ser considerado um retrocesso. Por mais que seja sempre uma experiência válida, o tempo de mercado faz com que este tipo de pessoa aspire por outro tipo de oportunidade.

No caso de profissionais com pouca ou nenhuma experiência, a dúvida entre qual seria a melhor opção pode ser grande. Como identificar a melhor oportunidade? Estágio é aprendizagem, emprego é produção. A idéia do estágio é a de criar um vínculo entre instituição de ensino, estudante e empregador para que o estudante cresça e se prepare para o mercado. Já o emprego, é um vínculo entre profissional e empregador que tem como objetivo a prestação de serviços visando – na maioria das vezes – o lucro.

Atualmente, graças a Lei 11.788 os estágios passaram a ser uma opção ainda melhor do que já era. Isto porque, além do caráter de aprendizado, o estagiário passou a ter direitos como férias remuneradas e vale-transporte. Além disso, para assegurar que o estudante atua como tal, a cada 6 meses o empregador deve enviar um relatório sobre as atividades do mesmo no estágio. Já no emprego as relações são mais profissionais, erros cometidos têm naturalmente peso maior do que em um estágio e as cobranças mais intensas. Em contrapartida, a remuneração e os benefícios são muito superiores ao de um estágio.

Um dos principais pontos de discussão sobre estágio e emprego está relacionado a projeção que cada um deles pode dar. Enquanto o emprego é um tipo de função estável, amparada pelas leis da CLT, o estágio permite ao estagiário uma projeção maior e um futuro com maiores expectativas. A possibilidade de ser contratado e a burocracia menor ao trocar de estágio, fazem com que esta seja uma excelente opção. Quando se fala em emprego, a adaptação à nova empresa pode ser difícil e demorada visto que o profissional vem de outra que provavelmente tem uma cultura diferente da que trabalhará. Já um estagiário pode ser “moldado” pela empresa e então quando contratado atender de maneira ainda melhor às expectativas.

Descobrir qual a melhor opção entre um emprego e um estágio pode ser um pouco mais complicado do que parece. Está em jogo não só o momento, mas o futuro da carreira. Para saber o que mais se adéqua ao seu perfil, leve em conta sua idade, seu tempo de mercado, sua experiência e principalmente, uma boa conversa com quem já atua na sua área de interesse. Mais do que dicas, uma conversa pode mudar seus pensamentos e ser decisiva para seu futuro.

Deixe uma resposta

Info.CEVIU